terça-feira, 16 de agosto de 2011

Energia positiva precisa-se

Já me apercebi que ando irritadiça, rabugenta e tudo me arrelia. Não é propositado nem o faço conscientemente. Só depois é que me dou conta. Acho que acaba por ser um pouco inevitável, face aos problemas que tenho tido. Dêem-me um desconto. Ninguém passa o que eu tenho passado impávido e sereno. Alguma consequência havia de ter... Talvez seja a forma (inconsciente) que eu encontrei de exteriorizar a revolta, e sobretudo a mágoa que sinto e carrego dentro de mim.

4 comentários:

Miss Pink disse...

Bolas..nem sei o que te diga..e tu tens sempre uma palavra amiga =) sinceramente até percebo o que vives, porque conflitos na família, no nosso pilar é terrível. Mas, tu já falaste com a tua mãe?! Ela é mesmo teimosa? Quando estiveres assim muito irritada quase a rebentar, pára, berra e esperneia, para aliviar isso. Eu às vezes grito para ficar melhor lol (as minhas amigas dizem que eu não sou mt boa da cabeça com as minhas pancas de alívio de stress..)
Vai falando comigo para desabafares!!

Cherry Blossom Girl disse...

Obrigada pela disponibilidade e por também teres sempre uma palavra amiga :)
Noutro post escrevi-te e transcrevo aqui:

A minha mãe tem um feitio mais que especial mesmo... E cada vez está pior, já foge a qualquer tipo de lógica.Há anos (mais ou menos três) que ando a tentar falar com ela. Mas não adianta, é mesmo isso, só ela é que tem razão e ninguém pode expressar uma opinião contrária. No domingo supostamente pôs-me fora de casa. Eu arrumei as minhas coisas e estava pronta para ir. Mas ela, embora não o dissesse explicitamente, voltou atrás. E então cá continuo eu. Tivemos uma discussão mesmo muito feia, com os meus irmãos e tentarem acalmar-nos. Disse muita coisa que me estava entalada e que sempre tive medo de dizer. As coisas não estão BEM, mas vai-se estando...até ao dia... Acho que já interiorizei que isto é uma questão de tempo. Mais tarde ou mais cedo vou ter que ir embora e talvez depois a nossa relação melhore. Não sei. O tempo o dirá.
Um beijinho grande :)*

É mesmo isso que disseste, quando o nosso pilar está abalado, "fugimos" para onde? Enfim...é a vida. Beijinhoooos*

Miss Pink disse...

Eu ando a tomar coragem para sair de casa também...mas não tenho. Não quero ir viver sozinha. Tinha planos que correram mal. Também ando por cá. Enfim. Bem, com essa discussão que disseste-lhe coisas que há muito tinhas para lhe dizer...espero que tenha servido para lhe dar um abanão e ela cair na realidade. Espero que isso tudo melhore...senão, já pensaste ir viver com o teu namorado? porque não? arrisquem, pode correr melhor do que pensam... por vezes quanto mais se pensa pior é!

Cherry Blossom Girl disse...

Eu também espero que sim, mas...tenho dúvidas!
Já pensei (pensámos) em ir viver juntos e é uma coisa que queremos muito e estamos ansiosos, mas o problema é que eu ainda não arranjei trabalho. E só um a ganhar torna-se complicado e não queremos isso. Até poderei não ganhar nada por aí além, mas sempre será algum e que de certeza que fará diferença.
Além disso também não gostava de sair de casa "chateada", gostava que as coisas fossem a bem! Obviamente que se não for a bem, terá que ser a mal, infelizmente. Mas principalmente é uma questão de (não muito, espero!) tempo até eu arranjar um trabalho.
Beijo grande e força desse lado, que eu tenho deste ;)